Imagem

Indicado ao Oscar "A Forma da Água" é acusado de plagiar peça de 1969

A Fox Searchlight rejeitou as alegações, que classificou como “infundadas (e) totalmente sem mérito”

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - A produção indicada ao Oscar de melhor filme deste ano “A Forma da Água” foi acusada de plágio na quarta-feira, em um processo que alega que sua trama fantástica sobre um romance entre uma faxineira e uma criatura aquática misteriosa foi copiada diretamente de uma peça de teatro norte-americana.

O processo, apresentado em um tribunal de Los Angeles, alega que o diretor Guillermo del Toro, o produtor Daniel Kraus e o estúdio de cinema Fox Searchlight “copiaram descaradamente a história, elementos, personagens e temas” de uma peça de 1969 do falecido Paul Zindel.

“A Forma da Água” tem o maior número de indicações ao Oscar deste ano, cuja premiação acontece no dia 4 de março, incluindo as de melhor filme e melhor diretor. O processo foi aberto um dia depois de as cédulas de voto serem enviadas aos cerca de 8 mil membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que escolhem os vencedores do Oscar.

O processo, apresentado pelo filho de Zindel, David, listou mais de 60 semelhanças entre a peça “Let Me Hear You Whisper” e “A Forma da Água”.

Entre elas estão o enredo básico tanto do filme como da peça, nos quais uma faxineira solitária que trabalha em um laboratório científico durante a Guerra Fria cria um laço afetivo com uma criatura aquática cativa e concebe um plano para libertá-la.

Na peça de Zindel a criatura é um golfinho. No filme, é um ser meio humano, meio aquático.

O processo disse que, apesar das “semelhanças gritantes entre a peça e o filme obviamente derivativo, os réus nunca se deram ao trabalho de pedir ou obter uma licença” pelos direitos da peça de Zindel, nem de creditá-lo.

A Fox Searchlight rejeitou as alegações, que classificou como “infundadas (e) totalmente sem mérito”.

O estúdio disse em comunicado que o momento da ação parece calculado “para coincidir com o ciclo de votação do Oscar de forma a pressionar nosso estúdio a fazer um acordo rápido. Ao invés disso, vamos nos defender vigorosamente e, por extensão, este filme pioneiro e original”.

Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!