Imagem

Construir ou reformar está mais caro, diz FGV

Construir ou reformar fica mais caro, em julho.

Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas aponta que os preços subiram, em média, 0,72 por cento. 


A alta foi puxada, principalmente, pelos materiais e pelos equipamentos de construção. 


Destaque negativo para o cimento comum, que ficou cerca de dois por cento mais caro. 


Já quando o assunto é a mão de obra, os gastos também subiram. Só que, ai, chamam a atenção os serviços de pedreiro, servente e ajudante especializado. 


A boa notícia fica por conta das ferragens para esquadrias e dos tijolos e telhas de cerâmica, que ficaram mais baratos. 


De um ano pra cá, o custo da construção civil, no País, cresceu quase quatro por cento.

Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!